GearBest

9 curiosidades sobre a vagina

Loading...

Achas-te um expert em vaginas? Então confere estas 9 curiosidades sobre o órgão genital feminino. Aposto que não sabias a número 6! 😀

#1 A vagina se auto-lubrifica com uma substância que se encontra nos tubarões

Uma das particularidades em relação às vaginas é que elas contêm esqualeno. Uma substância que pode encontrar-se no fígado dos tubarões. Portanto, quando tomar óleo de fígado de tubarão, já sabe, ele contém o esqualeno, que também se encontra nas vaginas. A substância pode também ser encontrada em plantas, ou no amaranto e no azeite, por exemplo.

#2 A vagina é um músculo super forte

As mulheres só se dão conta disso quando dão à luz, mas, o músculo vaginal é extremamente forte.

#3 Ficar sentada durante muito tempo não é bom para a vagina

Para além de todos os outros malefícios associados a muitas horas sentada, como a dor nas costas, tensão nos ombros e outras maleitas, ficar sentada durante muito tempo faz com que a temperatura das virilhas aumente bastante, o que deixa as bactérias nocivas muito felizes.

#4 Excesso de higiene é mau para a vagina

A vagina está “desenhada” para se manter limpa por si própria com ajuda das secreções naturais. Por isso, fazer higiene em excesso é pouco recomendável. O melhor é evitar os sabonetes perfumados e anti-bacterianos, já que podem prejudicar o equilíbrio saudável das bactérias e do pH da vagina. Inclusive, pode conduzir a irritações nada agradáveis. O excesso de limpeza também expõe as mulheres às infecções fúngicas.

A vagina se limpa muito bem sozinha com as suas secreções naturais, por isso, apenas é necessário um sabonete normal e água durante o banho ou após relações íntimas.

#5 Calcinha de algodão é a melhor amiga da vagina

Uma calcinha de renda e muito pequena pode ser bastante sensual, mas, o problema é que normalmente elas são feitas de materiais sintéticos que não deixam a pele respirar tão bem como o algodão e ficam quase sempre muito coladas à pele, dando às bactérias presentes no ânus um caminho rápido até à sua vagina.

Não dizemos que não deve usar lingerie mais provocante, mas convém que seja em momentos específicos e por curtos períodos de tempo. No dia-a-dia, o melhor é optar pelas calcinhas de algodão, a fim de manter a zona fresca e seca.

#6 A dieta tem influência no odor da vagina, especialmente aquilo que comeu por último

A dieta tem influência no odor da vagina, especialmente aquilo que comeu por último, portanto, se tem um encontro marcado em que você saiba ou espera que o clima vá aquecer, o melhor é evitar alho e cebola.

Já por outro lado, o aroma agradável das frutas e vegetais frescos combinados com muita água, vão deixar o seu parceiro doidinho por mais. Já pensou? Quem diria que uma dieta saudável também ajudaria nisso?

#7 A vagina é extremamente flexível

A vagina e o útero expandem-se de forma incrível durante o desenvolvimento do feto e durante o parto. A vagina expande-se várias vezes a cima do seu tamanho normal quando o bebé sai do útero.

#8 O clitóris serve apenas para uma coisa

A evolução tem sido muito amiga das mulheres. Você por acaso sabia que o clitóris serve apenas para estimulação sexual? Que a sua função é exclusivamente dar prazer?

Enquanto o órgão sexual masculino tem várias funções, o clitóris existe apenas para fazer a mulher “passar um bom momento”. Muito curioso.

#9 A vagina tem mais terminações nervosas do que o pênis

Muito mais! Apesar de ser menor, na maioria dos casos, ela tem 8.000 terminações nervosas, em contraste com o pênis, que tem, em média, 4.000!

E não fica por aqui. Quando o clitóris é estimulado, ele pode atingir até 15.000 terminações nervosas. Não se esqueça: o nervos são basicamente o canal de comunicação com que o nosso cérebro se comunica com o nosso corpo, então, quando mais terminações nervosas, mais “inteligente” é determinada área do corpo.

Fonte: Não É Grande Pistola

Loading...

Add Comment